level

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Viajar para o exterior

Viajar para o exterior exige um mínimo de cuidado com a segurança segue dica
para quem gosta dos Resorts Internacionais.

Fique o tempo todo atento à sua documentação e a seus bilhetes de viagem.

Antes de viajar, confira se você está com toda a documentação, em especial o seu passaporte,
em dia. De acordo com o Itamaraty, o ideal é que seu passaporte tenha validade mínima de seis meses,
para garantir seu regresso em caso de problemas na viagem.

É importante também já ter o visto para o país que você quer visitar ou verificar se o país tem tratado de
livre circulação com o Brasil.
Neste caso, apenas seu documento de identidade já serve.
Lembre-se, também, que o visto é uma expectativa de direito e não uma garantia:
o país pode não deixar você entrar sem apresentar justificativas.

Se você vai viajar de avião, leve em conta que o espaço disponível é limitado.
A maioria dos passageiros consegue ficar sentada por longos períodos de tempo,
mas em algumas pessoas isso pode causar problemas de circulação nas pernas.
Em casos mais sérios, isso pode causar trombose venosa profunda.
Na dúvida, em voos longos, levante-se e ande pelo avião de vez em quando.

Confira o telefone do Consulado ou embaixada brasileira no país (de preferência,
 na cidade) que você vai visitar. Se o Brasil não possuir uma embaixada ou Consulado no seu destino,
verifique com o Itamaraty quais países podem prestar assistência a você em caso de problemas. Em geral,
os diplomatas dos países do Mercosul prestam assistência aos brasileiros.

Se você for detido ou preso por qualquer motivo, peça às autoridades locais para comunicar o fato ao Consulado brasileiro.
A maioria das polícias dá o direito a um telefonema.
Use-o para falar com os diplomatas brasileiros.

Se você for ficar por muito tempo em outro país, comunique o Consulado brasileiro local e informe seus dados e como entrar em contato com você. Isto facilita no caso de emergências no país.

Conheça e respeite as leis dos outros países.
Atenção especial ao consumo e porte de álcool e outras drogas.
Em alguns países muçulmanos, por exemplo, o consumo de álcool é proibido por lei.

Cuidado com o que você come.
A diarreia e intoxicação são doenças mais comuns aos viajantes internacionais.


Lembre-se que a água é um dos mais importantes transmissores de doenças infecciosas.
Só beba água quando tiver certeza de que ela é potável.
Na dúvida, compre água engarrafada (que deve ser aberta na sua presença)
ou ferva a água se estiver em locais remotos.

Importante verificar a legislação local para saber se a idade não será um problema durante a viagem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares

Google+ Followers

Google+ Badge